No ultimo domingo eu passei cinco minutos após o final do jogo. Talvez tenha sido pelas defesas do Sidão, mas acho que era um alívio por tudo. Estamos vivendo uma crise e parecia que absolutamente tudo que era simples dava errado. E aí você está lá acompanhando um jogo de outro time porque o do seu não passa na TV neste dia e cortam pra transmissão e a primeira cena é os jogadores levantando o Eder Militão, menino da Base, que estava com câimbras falando para ele ficar em campo na base da vontade. Minutos depois você vê duas defesas ABSURDAS de um goleiro que estava contestado. O jogo acaba e os jogadores estão no chão, os reservas correm pra abraçar o goleiro. É SURREAL.

Talvez eu esteja mais emotivo que o usual, mas eu chorei e não tenho vergonha de dizer isso. Não era final de campeonato, mas era algo que o São Paulo precisava, era algo que eu precisava, uma alegria deste nível.

São por momentos como esse que eu amo futebol, chorei e choraria de novo e chorarei quantas vezes for preciso.

Tags

comentários (0)

Sem comentários