ATENÇÃO: Este texto contém spoilers irrelevantes

Se você não esteve fora da internet pelos últimos dias deve saber que a Netflix liberou a primeira temporada da série Os Defensores (Defenders). A série, por si só, é bastante divertida, mas não é sobre isso que falarei hoje. Esse texto vem abordar a forma como as cores são utilizadas na série, como isso é importante e como adiciona camadas ao entendimento de algumas cenas.

Na abertura da série somos apresentados às personagens, assim como suas cores: Jessica Jones é azul; Matt Murdock, o Demolidor, é obviamente vermelho; Luke Cage é Amarelo; e Danny Rand, o Punho de Ferro, é verde. Saber as cores de cada personagem e prestar atenção em como elas são usadas ao longo da série torna a experiência ainda mais bela.

Logo na primeira cena conhecemos Danny Rand. Podemos ver que, apesar da escuridão, há uma predominância da cor verde. Em seguida somos apresentados à Jessica Jones e sua fotografia azulada. O próximo é Luke Cage e um belíssimo uso de amarelo. Por fim temos Matt Murdock com o característico vermelho do Demolidor.

Fica bem claro neste ponto que cada personagem tem sua própria fotografia na série, sua própria estética. Agora, você deve estar se perguntando, o que acontece quando eles estão juntos? Bom, é aí que a mágica acontece!

Podemos notar que nas cenas onde Danny Rand e Luke Cage interagem há muito verde, mas também amarelo, sem que estes contrastem entre si. Isso nos leva a compreender que, apesar da situação, ambos estão convivendo de forma pacífica. Não é só com Danny Rand e Luke Cage que isso acontece. Vermelho e azul também interagem, por exemplo, quando Jessica Jones e o Demolidor se unem para enfrentar seus inimigos.

O momento em que este recurso foi utilizado em todo seu potencial está no episódio 4, Dragão Real. Quando as quatro personagens estão juntas, de forma harmoniosa, todas as cores se misturam em cena. Não é incrível?!

Pois bem, logo em seguida, neste mesmo episódio, há um desentendimento e as personagens seguem caminhos distintos. E as cores, como ficam?

Quando Jessica Jones e Luke Cage discutem, azul e amarelo seguem cada um o seu caminho.

Mais tarde, o mesmo acontece entre Danny Rand e Matt Murdock. O curioso é que nesta cena Luke Cage está presente, entretanto, não há representação do amarelo, uma vez que ele não participa ativamente da discussão. No fim, Murdock se dirige ao fundo e o atrito entre Demolidor e Punho de Ferro é demonstrado através das cores. O fundo está banhado de vermelho, enquanto Danny Rand permanece verde.

Podemos concluir que em Os Defensores as cores não são um mero recurso estético, mas também narrativo. As cores representam não somente as personagens e suas distintas histórias, mas também seus sentimentos. Quando estão juntos, de forma harmoniosa, estas se misturam e trazem a sensação de união ao grupo, quando se afastam emocionalmente, estas se chocam e delimitam o espaço de cada um.

Ao usar as cores como recurso narrativo Os Defensores acerta em cheio, não só por ser uma experiência visual deslumbrante, mas por trazer uma nova camada de entendimento e emoção à história, nos fazendo imergir e compreender não somente o que se passa fora das personagens, mas também dentro delas.

Saiba mais sobre meu trabalho artístico, acesse minha página!

Tags

comentários (0)

Sem comentários