O dia amanheceu cinza outra vez
Assim como todos os outros desse mês.
Hoje eu sonhei com vocês
Juntas, nós três.

Numa fração de segundo, tudo perdeu o sentido.
O que outrora fora diálogo amigo, 
Se tornara um conflito "digo-não-digo". 
E por amor, 
Levei toda a culpa comigo. 
E, sinceramente? Não ligo. 
Não mais. 
Afinal, gratidão desmedida eu carrego comigo. 
Por todo conhecimento obtido 
Por todo momento vivido. 
Pelas constelações scorpio, leo, virgo.

E por mais que tente ir contra maré
Nada vai mudar o que é:
Como um retalho qualquer
Sobrou.

E por mais que me tenha doído 
Perceber que esse sonho havia partido,
Tenho seguido em frente.
Sempre em frente.

O tempo tem passado e eu sei que vou me acostumar,
Mesmo porque, em meus sonhos vocês vêm me visitar.
E mesmo n'outra dimensão, tudo fica pra trás, 
Dançamos e bagunçamos daquele jeito que só a gente faz.

Eu sei.
O que foi uma vez, hoje não é mais.

O dia amanheceu cinza outra vez
Assim como todos os outros desse mês.
E no bom e velho português:
Tenho seguido em frente
Sempre em frente.
Dessa vez, sem vocês.

Tags

comentários (0)

Sem comentários